Home

Remédios Suplementos e Vitaminas Vitamed  Vacinas  Para Alérgicos


Faça sua busca aqui !
Clinaire






ABCdoPRECO

PRODUTOS

Bula do Atacand 16 Mg Caixa com 20 comprimidos


Dica de compra
Composição
cada comprimido contém: candesartan cilexetil 8mg ou 16 mg. Excipientes: carboximetilcelulose cálcica, hidroxipropilcelulose, lactose, estearato de magnésio, amido, macrogol e óxido de ferro.

- Posologia e Administração
dose inicial: 8 mg, uma vez ao dia. Dose de manutenção: 8 mg, uma vez ao dia. Podendo chegar a 16 mg, nos pacientes que requerem uma maior redução da pressão sangüínea. O efeito anti-hipertensivo máximo é atingido dentro de 4 semanas após o início do tratamento. Em pacientes com uma redução da pressão arterial inferior à considerada ótima com Atacand, recomenda-se associação com um diurético tiazídico. Atacand deve ser administrado uma vez ao dia, com ou sem alimento. Uso em pacientes com insuficiência renal: não é necessário nenhum ajuste inicial da dose em pacientes com insuficiência renal leve a moderada (depuração de creatinina € 30 ml/min/1,73 mup4 2 de área corpórea). Em pacientes com insuficiência renal grave (depuração de creatinina < 30 ml/min/1,73 mup4 2 de área corpórea), a experiência clínica é limitada, devendo-se considerar uma dose inicial de 4 mg. Uso em pacientes com insuficiência hepática: não é necessário nenhum ajuste inicial em pacientes com doença hepática crônica leve a moderada. Não há experiências, até o momento, em pacientes com insuficiência hepática grave (ex.: pacientes cirróticos) e/ou colestase. Deve-se considerar uma dose inicial de 4 mg. Terapia concomitante: Atacand pode ser administrado com outros agentes anti-hipertensivos. Uso em idosos: não é necessário ajuste da dose inicial em idosos. Superdosagem: sintomas: com base nas propriedades farmacológicas, a principal manifestação da superdosagem é provavelmente a hipotensão sintomática e vertigem. Controle: se ocorrer hipotensão sintomática, deve-se instituir tratamento sintomático e monitorar os sinais vitais. O paciente deve ser colocado na posição supina, com as pernas elevadas. Se isto não for suficiente, o volume plasmático deve ser aumentado por infusão de, por exemplo, solução salina isotônica. Drogas simpatomiméticas podem ser administradas se as medidas mencionadas acima não forem suficientes. É pouco provável que candesartan seja removido por hemodiálise. Pacientes idosos: vide Posologia.

- Precauções
estenose da artéria renal: outras drogas que afetam o sistema renina-angiotensina-aldosterona, isto é, inibidores da enzima conversora de angiotensina (ECA), podem aumentar a taxa de uréia no sangue e a creatinina sérica em pacientes com estenose da artéria renal bilateral ou estenose da artéria de um único rim. Enquanto isto não é relatado com Atacand, um efeito similar pode ser previsto com os antagonistas dos receptores da angiotensina II. Depleção do volume intravascular: em pacientes com severa depleção de volume intravascular (como aqueles que estão recebendo altas doses de diuréticos) pode ocorrer hipotensão sintomática, como descrito para outros agentes que atuam no sistema renina-angiotensina-aldosterona. Portanto, esta condição deve ser corrigida antes da administração de Atacand. Insuficiência renal: quando Atacand é usado em pacientes com insuficiência renal grave, deve-se considerar a monitoração periódica do potássio sérico e dos níveis de creatinina. Transplante de rim: não há experiência da administração de Atacand em pacientes que sofreram transplante renal recente. Insuficiência hepática: não há experiência do uso em pacientes com insuficiência hepática grave e/ou colestase. Estenose das válvulas mitral e aórtica (cardiomiopatia hipertrófica obstrutiva): como com outros vasodilatadores, indica-se cuidado especial nos pacientes que sofrem de estenose das válvulas aórtica ou mitral hemodinamicamente relevante, ou de cardiomiopatia hipertrófica obstrutiva. Hipercalemia: com base nas experiências do uso de outros fármacos que afetam o sistema renina-angiotensina-aldosterona, o uso concomitante de diuréticos poupadores de potássio, suplementos de potássio, sais substitutos que contêm potássio, ou outros fármacos que podem aumentar os níveis de potássio (por ex.: heparina) podem levar ao aumento do potássio sérico. Geral: nos pacientes cujo o tônus vascular e a função renal dependem predominantemente da atividade do sistema renina-angiotensina-aldosterona (por ex., pacientes com insuficiência cardíaca congestiva grave ou doença renal, incluindo estenose da artéria renal), o tratamento com outros fármacos que afetam este sistema tem sido associado com hipotensão aguda, azotemia, oligúria, ou, raramente, insuficiência renal aguda. Embora a possibilidade de efeitos similares não pode ser excluída com a administração dos antagonistas de receptores da angiotensina II, estes efeitos não são relatados com o Atacand. Como com qualquer agente anti-hipertensivo, a queda excessiva da pressão sangüínea em pacientes com cardiopatia isquêmica ou doença isquêmica cerebrovascular pode resultar em um infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral. - Interações medicamentosas: não foi identificada nenhuma interação medicamentosa de relevância clínica com as substâncias testadas, que foram: hidroclorotiazida, varfarina, digoxina, contraceptivos orais (etinilestradiol/levonorgestrol), glibenclamida e nifedipina. Durante a administração concomitante de lítio com inibidores da ECA, foram relatados aumentos reversíveis das concentrações séricas de lítio e toxicidade. Apesar de não terem sido relatados com o Atacand, não se pode excluir a possibilidade de efeito similar, e, portanto, recomenda-se a monitoração cuidadosa do níveis séricos de lítio nestas situações. O efeito anti-hipertensivo do Atacand pode ser aumentado por outros anti-hipertensivos.

- Reações adversas
Atacand foi bem tolerado em estudos clínicos apresentando um perfil de efeitos adversos comparável ao do placebo. Os efeitos adversos, em geral, foram moderados e transitórios. A incidência total de efeitos adversos não mostrou associação com dose, idade ou sexo. Exames laboratoriais: em geral, não foram detectadas influências clinicamente importantes de Atacand nas variáveis de rotina de laboratórios. Foi relatado aumento de transaminases como efeito adverso com Atacand, numa freqüência um pouco maior do que com o placebo. Não é necessário nenhum monitoramento de rotina com exames laboratoriais para pacientes recebendo Atacand. Entretanto, em pacientes com insuficiência renal grave, deve-se considerar a monitoração periódica dos níveis de potássio sérico e creatinina.

- Contra-Indicações
hipersensibilidade a candesartan ou a qualquer componente da fórmula. - Gravidez e lactação: não há experiências do uso de Atacand em mulheres grávidas. Portanto, Atacand não deve ser usado durante a gravidez. Se a gravidez for diagnosticada durante o tratamento, o uso de Atacand deve ser descontinuado. Não se sabe se o candesartan é excretado no leite humano. Devido ao potencial de efeitos adversos nos lactentes, se o uso de Atacand for considerado essencial, o aleitamento materno deve ser descontinuado.

- Indicações
hipertensão arterial leve, moderada e grave.

- Apresentação
caixas com 30 comprimidos divisíveis de 8 mg ou 16 mg.