Home

Remédios Suplementos e Vitaminas Vitamed  Vacinas  Para Alérgicos


Faça sua busca aqui !
Clinaire






ABCdoPRECO

PRODUTOS

Bula do Beneroc Junior gotas frasco com 20 ml


Dica de compra
Beneroc® Júnior
polivitamínico
Complexo B


I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO
Nome comercial: Beneroc® Júnior
Denominação genérica: polivitamínico
Forma farmacêutica, via de administração e apresentações
USO ORAL
Caixa contendo frasco com 20 ml de solução oral.
USO ADULTO E PEDIÁTRICO
Composição
Cada ml (cerca de 20 gotas) contém:
Vitamina B1 (mononitrato de tiamina) 5 mg
Vitamina B2 (riboflavina) 2 mg
Vitamina B3 (nicotinamida) 20 mg
Vitamina B5 (pantotenato de cálcio) 3 mg
Vitamina B6 (cloridrato de piridoxina) 2 mg
Vitamina B8 (biotina) 0,25 mg
Excipientes: água desmineralizada, aroma de caramelo, aroma de nozes,
glicerol, hidróxido de sódio e sacarina sódica.
II) INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. Como este medicamento funciona?
Beneroc® Júnior contém as principais vitaminas do complexo B. As vitaminas
do complexo B, como quase todas as vitaminas, não podem ser produzidas
pelo organismo, portanto, devem ser ingeridas através da alimentação. As
vitaminas participam, junto com outras substâncias conhecidas como enzimas
(fermentos), da transformação dos alimentos como hidratos de carbono
(açúcares, massas, pães, etc.), gorduras e proteínas (carnes, peixes, leite, ovos,
etc.) em energia e também contribuem para a formação dos tecidos. Estes
elementos são essenciais para a estruturação e funcionamento normais do
organismo.
Beneroc® Júnior contém, em proporções adequadas, as vitaminas do complexo
B que o organismo necessita. Por conseguinte, ele é capaz de prevenir e tratar
as deficiências dessas vitaminas.
O consumo diário de Beneroc® Júnior não engorda, pois não contém açúcar.
VITAMINA B1
 Está relacionada com processos metabólicos (reações químicas) importantes
do sistema nervoso, coração, células do sangue e músculos.
VITAMINA B2
 Participa de reações químicas essenciais para a conservação dos tecidos, tem
propriedades antioxidantes (elimina radicais livres) e é fundamental para a
produção de energia corporal.
VITAMINA B3
 Participa das reações químicas que geram energia a partir de carboidratos,
proteínas e gorduras.
VITAMINA B5
 É essencial para o metabolismo (reações químicas) das gorduras e dos
carboidratos, além de ser fundamental para a cicatrização dos tecidos.
VITAMINA B6
 É essencial para o metabolismo (reações químicas) das proteínas e
carboidratos, para o funcionamento do sistema nervoso e
imunológico
(produção de glóbulos brancos, vermelhos e anticorpos).

VITAMINA B8
 É essencial para o metabolismo de gorduras e carboidratos.
2. Indicações do medicamento
Beneroc® Júnior é indicado como suplemento vitamínico nos seguintes casos:
 dietas restritivas e inadequadas em regimes alimentares, dietas de emagrecimento
e consumo freqüente de bebidas alcoólicas;
 necessidade aumentada de vitaminas que ocorre durante a gestação e o
aleitamento;
 doenças crônicas, como síndrome de má-absorção e diarréia ou que utilizem
para seu tratamento medicamentos que possuem interação com as vitaminas
do complexo B, ocasionando diminuição dos seus níveis plasmáticos, tais
como: antibióticos, citostáticos e anticonvulsivantes;
 no tratamento das anemias carenciais.
3. Quando não devo usar este medicamento?
Beneroc® Júnior não deve ser utilizado por pacientes com hipersensibilidade
conhecida a qualquer um dos seus componentes.
Beneroc® Júnior deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento
com levodopa pura, devido à interação desta substância com a vitamina B6,
que é um dos constituintes do Beneroc® Júnior. Porém, quando a levodopa
estiver associada com benserazida ou carbidopa não ocorre interação com a
vitamina B6 presente no Beneroc® Júnior.
O uso da piridoxina (vitamina B6) em doses altas (doses muito acima daquelas
indicadas no item “Como devo usar este medicamento?”) e por períodos
prolongados, pode ocasionar sintomas como: alteração da sensibilidade,
alteração no modo de andar e fraqueza muscular.
Deve-se informar ao médico o uso de Beneroc® Júnior em pessoas que utilizam
fenobarbital ou fenitoína (difenilhidantoína), carbamazepina e levodopa,
porque as quantidades destes medicamentos no sangue podem se alterar
(diminuir). O uso concomitante de carbamazepina e nicotinamida (vitamina
B3) pode causar um aumento da quantidade de carbamazepina no sangue.
Beneroc® Júnior não deve ser administrado por períodos prolongados em doses
superiores às recomendadas.
A alteração da coloração da urina devido à presença de riboflavina (vitamina
B2) no Beneroc® Júnior não é prejudicial à saúde.
Não há contra-indicação relativa a faixas etárias.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação
médica ou do cirurgião-dentista.
Informe ao médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações
indesejáveis.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum
outro medicamento.
4. Como devo usar este medicamento?
Beneroc® Júnior apresenta-se na forma de solução viscosa de coloração
alaranjada a marrom e odor de caramelo. Este medicamento deve ser tomado
por via oral, com água, suco ou ainda de acordo com orientação médica. Esta
apresentação é adoçada com sacarina sódica, podendo ser usada por diabéticos.
Recomenda-se:
Lactentes e crianças: 10 gotas ao dia ou a critério médico.
Adolescentes: 10 - 20 gotas ao dia ou a critério médico.
Adultos: 20 - 40 gotas ao dia ou a critério médico.
Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure
orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.
Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe
o aspecto do medicamento.
5. Reações adversas
Podem ocorrer sintomas gastrintestinais como náusea, vômito e diarréia,
principalmente em crianças pequenas, bem como vermelhidão e coceira na
pele.
6. O que fazer se alguém usar uma grande quantidade deste
medicamento de uma só vez?
Por superdosagem entende-se doses muito acima daquelas indicadas no item
“Como devo usar este medicamento?”.
Em casos de superdosagem pode ocorrer anemia, alterações na sensibilidade,
alteração no modo de andar, fraqueza muscular, dor de cabeça, dor abdominal,
náusea, tontura, vômito e vermelhidão na pele. Caso alguma destas reações
venha a ocorrer, procure imediatamente um médico para que sejam adotadas
medidas de desintoxicação adequadas.

7. Onde e como devo guardar este medicamento?
Este medicamento deverá ser conservado em sua embalagem original, em
temperatura ambiente (15°C a 30°C).
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
III) INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
1. Características farmacológicas
Beneroc® Júnior contém quantidades balanceadas das principais vitaminas
do complexo B e é utilizado para prevenção e tratamento das deficiências dessas
vitaminas.
Vitaminas são substâncias orgânicas essenciais para a manutenção de
inúmeras funções do organismo e para a formação de novos tecidos.
As vitaminas do complexo B atuam como coenzimas no metabolismo dos
lipídios, hidratos de carbono e de proteínas, participando do processo de
transformação dos alimentos em energia na forma de ATP.
As vitaminas do complexo B, como quase todas as vitaminas, não podem ser
produzidas pelo organismo, portanto, devem ser obtidas de fontes externas
como a alimentação e a suplementação farmacológica (polivitamínico).
A deficiência de vitaminas a curto e a médio prazo compromete o estado geral
do indivíduo, podendo ocasionar sintomas como fraqueza, cansaço, fadiga,
diminuição da resistência às infecções, recuperação retardada das doenças e a
longo prazo, favorece o desenvolvimento de doenças crônico- degenerativas.
2. Resultados de eficácia
Beneroc® Júnior é um polivitamínico com inúmeras indicações objetivando a
suplementação de vitaminas em situações onde, por diferentes causas, ocorrem
deficiências de vitaminas clinicamente manifestas ou deficiências marginais
não expressas por sinais e sintomas clínicos, ou ainda quando se deseja instituir
um aporte aumentado de vitaminas com objetivos profiláticos. Beneroc®
Júnior, portanto, tem indicações em planos de suplementação e/ou profilaxia.
3. Indicações
Beneroc® Júnior é indicado como suplemento vitamínico nos seguintes casos:
 dietas restritivas e inadequadas em regimes alimentares, dietas de emagrecimento
e consumo freqüente de bebidas alcoólicas;
 necessidade aumentada de vitaminas, que ocorre durante a gestação e o
aleitamento;
 doenças crônicas, como síndrome de má-absorção e diarréia ou que utilizem
para seu tratamento medicamentos que possuem interação com as vitaminas
do complexo B, ocasionando diminuição dos seus níveis plasmáticos, tais
como: antibióticos, citostáticos e anticonvulsivantes;
 no tratamento das anemias carenciais.
4. Contra-indicações
Beneroc® Júnior está contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade
conhecida a qualquer um dos seus componentes.
5. Modo de usar e cuidados de conservação depois de aberto
Beneroc® Júnior pode ser tomado com água, suco ou ainda de acordo com
orientação médica.
Depois de aberto, este medicamento deve ser conservado em sua embalagem
original, em temperatura ambiente (15°C a 30°C).
6. Posologia
Recomenda-se:
Lactentes e crianças: 10 gotas ao dia ou a critério médico.
Adolescentes: 10 - 20 gotas ao dia ou a critério médico.
Adultos: 20 - 40 gotas ao dia ou a critério médico.
7. Advertências
Beneroc® Júnior não é apropriado para o tratamento de deficiências
vitamínicas específicas graves.
A piridoxina (vitamina B6), em doses altas e por períodos prolongados, pode
ocasionar neuropatia sensorial, portanto, diante da ocorrência de alterações
sensoriais, ataxia e fraqueza muscular em pacientes utilizando a vitamina
B6, por longos períodos, pode-se considerar a possibilidade de alterações
sensoriais por piridoxina.
Beneroc® Júnior não deve ser administrado por períodos prolongados em doses
superiores às recomendadas.
A alteração da coloração da urina devido à presença de riboflavina (vitamina
B2) no Beneroc® Júnior não é prejudicial à saúde.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação
médica ou do cirurgião dentista.
8. Uso em idosos, crianças e outros grupos de risco
Não existem restrições ao uso de Beneroc® Júnior em pacientes idosos.
9. Interações medicamentosas
Beneroc® Júnior deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa pura, devido à interação desta substância com a vitamina B6,
que é um dos constituintes do Beneroc® Júnior. Porém, quando a levodopa
estiver associada com benserazida ou carbidopa não ocorre interação com a
vitamina B6 presente no Beneroc® Júnior.
Em indivíduos que fazem uso do fenobarbital ou da fenitoína (difenilhidantoína)
em concomitância com a piridoxina (vitamina B6) pode haver redução dos níveis
plasmáticos destes medicamentos.
O uso concomitante de carbamazepina e da nicotinamida (vitamina B3) pode
ocasionar redução do clearance da carbamazepina, levando a um aumento de
seu nível plasmático.
10. Reações adversas
Podem ocorrer sintomas gastrintestinais como náusea, vômito e diarréia,
principalmente em crianças pequenas, bem como eritema e prurido cutâneo.
11. Superdose
As vitaminas hidrossolúveis são excretadas rapidamente na urina e, portanto,
têm baixa probabilidade de ocorrência de superdosagem.
Em casos de superdosagem pode ocorrer anemia, alterações sensoriais, ataxia,
fraqueza muscular, cefaléia, dor abdominal, náusea, tontura, vômito e eritema
cutâneo. Caso ocorram estas reações e seja caracterizada uma superdose, as
seguintes medidas de desintoxicação podem ser consideradas:
 diluição em fluidos (água, solução salina);
 lavagem gástrica;
 uso de carvão ativado/xarope de Ipeca;
 indução de vômito.
12. Armazenagem
Este medicamento deverá ser conservado em sua embalagem original, em
temperatura ambiente (15°C a 30°C).
IV) DIZERES LEGAIS
MS - 1.0429.0168
Farm. Resp.: Shidue Ishitani
CRF-SP 5683
Fabricado por: Produtos Roche Q.F.S.A.
Rio de Janeiro - RJ
Distribuído por: Bayer S.A.
Rua Domingos Jorge, 1000
São Paulo - SP
CNPJ 14.372.981/0001-02
Indústria Brasileira