Home

Remédios Suplementos e Vitaminas Vitamed  Vacinas  Para Alérgicos


Faça sua busca aqui !
Clinaire






ABCdoPRECO

PRODUTOS

Bula do Cimetina 200 Mg Caixa com 20 comprimidos


Dica de compra

CIMETINA
A+ A- Alterar tamanho da letra
CIMETINA

Cimetidina

Registro M.S. n° 1.0047.0213

- Apresentações

20 comprimidos 200 mg

- Indicações

Na redução da acidez da secreção gástrica, sendo eficaz no tratamento de úlcera gástrica e duodenal.

- Contra-indicações

Hipersensibilidade conhecida a qualquer componente da fórmula, gravidez e lactação.

- Cuidados e advertências

Antes da instituição do tratamento de uma úlcera gástrica, é preciso excluir sua possível malignidade, pois seus sintomas podem responder à terapia com os antagonistas H2. O uso de anti-secretores dessa classe favorece o desenvolvimento bacteriano intragástrico pela
diminuição da acidez gástrica . A CIMETINA inibe certos mecanismos enzimáticos hepáticos e pode
aumentar a ação de certas drogas, em poucos casos isto tem significado clínica. Incluem-se nestes
casos os anticoagulantes do tipo varfarina, a fenitoína, a teofilina e a lidocaína, drogas metabolizadas
no fígado. Recomenda-se rígida vigilância do tempo de protrombina, na introdução e na interrupção do
tratamento com CIMETINA, quando o paciente faz uso concomitante de anticoagulantes, pode ser
necessária redução da dose do anticoagulante . Para fenitoína e teofilina, pode ser necessário ajuste
posológico quando da instituição ou interrupção do uso concomitante de CIMETINA de modo a manter
níveis séricos terapêuticos ideais e seguros. A absorção da CIMETINA não é prejudicada pela
alimentação ou pelo uso associado de antiácido nas doses usuais. Têm-se relatado interações de
mínimo valor clínico com o diazepam e o clordiazepóxido. Não há interação significante com
benzodiazepínicos como oxazepam e lorazepam. A CIMETINA não apresenta interações clinicamente
significativas com beta-bloqueadores. A CIMETINA reduz o clearance do propranolol e de outros betabloqueadores
intravenosos, e também diminui seu metabolismo por via oral, aumentando o risco de
bradicardia . A ação hipotensora do nifedipino é potencializada. Em poucos casos, algumas leves
reações adversas foram registradas: diarréia leve e transitória, cansaço e tonteira.

- Posologia

Adultos: a dose recomendada no tratamento da úlcera duodenal ativa é de 800 mg/dia em dose única ou em 2 doses de 400 mg. A completa cicatrização ocorre geralmente em 4 semanas, e o alívio sintomático surge comumente dentro de poucos dias. Em pacientes, cujas úlceras não tenham cicatrizado em 4 semanas, isto geralmente é obtido quando o tratamento é mantido por mais 2 ou 4 semanas. Após a remissão da úlcera, em pacientes com história de recorrência, recomenda-se a
manutenção do tratamento com dose menor (400 mg) para impedir a recidiva. CIMETINA tem sido usada com segurança nestes pacientes, por de até 5 anos. A posologia usual de CIMETINA para esta condição é de 400 mg 2 vezes ao dia ou 200 mg 3 vezes ao dia e mais 400 mg ao deitar. Na maioria dos pacientes, a cicatrização completa ocorre em 4 semanas, mas o alívio da dor ocorre mais
rapidamente. Após a remissão do quadro ulceroso, o tratamento de manutenção de 400 mg, reduziu
significativamente as recidivas.
Nos casos leves e moderados da esofagite péptica a dose é de 400 mg 2 vezes ao dia. A dose usual varia de 800-1600 mg/dia, em 2 ou 4 tomadas em até 12 semanas. O tratamento dos distúrbios patológicos de hipersecreção deve ser ajustado individualmente, mas a posologia inicial é geralmente de 200 mg 3 vezes ao dia e 400 mg ao deitar.
A posologia recomendada para condições não ulcerosas relacionadas com acidez gástrica é de 200 mg 4 vezes ao dia. O alívio da sintomatologia dispéptica surge geralmente dentro de um período de tratamento de 1 a 4 semanas. A
dose total diária não deve exceder a 2400 mg. A dose deve ser diminuída em pacientes com
insuficiência renal. As doses recomendadas estão correlacionadas ao clearance ou à depuração
plasmática da creatinina.
Em pacientes submetidos à diálise CIMETINA deve ser administrada assim que termine a hemodiálise.
Os níveis não são alterados por diálise peritoneal.

Crianças: recomenda-se o seguinte esquema posológico dividido em tomadas a cada 4 ou 6 horas.

Recém-nascidos: 10-15 mg/kg/dia.
Menores de 1 ano: 20 mg/kg/dia.
De 1 a 12 anos: 20-25 mg/kg/dia.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

ESTE TEXTO É UM RESUMO, PARA INFORMAÇÕES DETALHADAS CONSULTE A BULA DO
PRODUTO.