Home

Remédios Suplementos e Vitaminas Vitamed  Vacinas  Para Alérgicos


Faça sua busca aqui !
Clinaire






ABCdoPRECO

PRODUTOS

Bula do Fansidar caixa com 50 comprimidos


Dica de compra

FANSIDAR
A+ A- Alterar tamanho da letra
- Composição
sulfadoxina 500 mg e pirimetamina 25 mg.

- Posologia e Administração
tratamento curativo da malária com dose única: comprimidos e ampolas: adultos 3; crianças com 5 - 10 kg 1/2; crianças com 11 - 20 kg 1; crianças com 21 - 30 kg 1 e 1/2; crianças com 31 - 45 kg 2. As ampolas devem ser aplicadas em injeção intramuscular profunda. Não devem ser adicionadas a soluções para infusão venosa. Profilaxia ou tratamento supressivo da malária. Para profilaxia da malária, a primeira dose de Fansidar deve ser administrada 1 semana antes da viagem para a área endêmica; a administração deve ser continuada conforme o esquema posológico mencionado, durante o período de permanência na área e nas 6 primeiras semanas após o retorno. Para conseguir resposta terapêutica mais rápida e evitar recaídas (recrudescências), recomenda-se administrar quinina concomitantemente, na posologia usual durante 3 a 7 dias, por via oral ou, em casos graves, por infusão venosa. Duração da profilaxia ou do tratamento supressivo: no máximo durante 2 anos, pois não existe, até o momento, nenhuma experiência de administração durante período mais prolongado. - Tratamento de toxoplasmose : O seguinte esquema posológico tem demonstrado ser eficaz em adultos: 2 comprimidos uma vez por semana durante 6 a 8 semanas (quando existe comprometimento do SNC, associar espiramicina na dose de 3 g por dia durante 3 a 4 semanas). Até o momento não existe experiência em crianças. Profilaxia de infecção por Pneumocystis carinii. Crianças: 40 mg/kg (tomando-se como base a sulfadoxina) a cada 2 semanas. Dosagem proposta para adultos: 1 a 2 comprimidos por semana. Sintomas e tratamento de superdosagem. Sintomas possíveis: anorexia , náusea, vômito, sinais de excitação e possivelmente convulsões e alterações hematológicas (anemia megaloblástica, leucopenia, trombocitopenia). Tratamento: lavagem gástrica, reposição hídrica na intoxicação aguda, diazepam ou barbitúricos por via parenteral nos casos de convulsões. Monitoramento da função renal e hemogramas repetidos no mínimo durante 4 semanas após a superdosagem. Se forem encontradas as alterações hematológicas mencionadas, administrar ácido folínico por via intramuscular.

- Precauções
deve-se evitar exposição excessiva ao sol. Quando o Fansidar é administrado durante mais de 3 meses deve-se fazer hemograma regularmente. Durante a administração prolongada de altas doses, como no tratamento da toxoplasmose , pode-se prevenir a deficiência de ácido fólico pela administração de ácido folínico. O uso profilático (repetido) de Fansidar está contra-indicado em pacientes com insuficiência renal grave, acentuado dano do parênquima hepático ou discrasia sangüínea. As observações clínicas não revelaram qualquer dano fetal como se poderia prever a partir dos resultados da experimentação animal. Mesmo assim, o Fansidar não deve ser administrado no início da gravidez ou a mulheres nas quais não se pode afastar com segurança o risco de gravidez, a não ser nos casos de absoluta necessidade. Fansidar não deve ser administrado a mulheres que estão amamentando. Caso seja necessário, deve-se interromper a alimentação ao seio. O Fansidar não deve ser administrado a crianças com menos de 2 meses de vida. - Interações medicamentosas: deve-se evitar a administração concomitante de Fansidar e trimetoprima ou trimetoprima-sulfonamida, pois isto pode prejudicar ainda mais o metabolismo do ácido fólico e, em conseqüência, originar reações adversas hematológicas. Quando a cloroquina é associada ao Fansidar observa-se aumento da incidência e da gravidade das reações adversas.

- Reações adversas
cansaço, cefaléias, febre e polineurite podem ocorrer ocasionalmente.

- Contra-Indicações
pacientes com conhecida hipersensibilidade a sulfonamidas. A ocorrência de reações cutâneas exige a suspensão imediata da droga e a consulta a um médico.

- Indicações
tratamento e profilaxia da malária. Fansidar é também eficaz em infecções causadas por Toxoplasma gondii e na profilaxia de pneumonia por Pneumocystis carinii. Tratamento da malária: Fansidar está indicado no tratamento da malária por P. falciparum, quando à infecção ocorre em área de resistência à cloroquina. Profilaxia da malária: está indicado para viajantes que se destinam a áreas onde a malária por P. falciparum resistente à cloroquina é endêmica. Sempre que se desejar fazer profilaxia da malária, deve ser considerada a situação da doença, a possibilidade de ocorrência de efeitos colaterais e, em particular, a tendência à resistência na área para a qual se destina o viajante. Até o momento, não existe nenhum agente antimálarico que proteja totalmente o paciente contra a malária, mas a administração consciente de medicamentos profiláticos pode, habitualmente, prevenir uma evolução da doença. As mulheres grávidas devem ser alertadas para o risco de contrair a doença e aconselhadas a não fazer viagens desnecessárias para as zonas endêmicas.

- Apresentação
caixas com 50, caixas com 30 comprimidos; ampolas 2,5 ml.