Home

Remédios Suplementos e Vitaminas Vitamed  Vacinas  Para Alérgicos


Faça sua busca aqui !
Clinaire






ABCdoPRECO

PRODUTOS

Bula do Hantina 5 Mg/ml Suspenso frasco com 120 Ml


Dica de compra
HANTINA®
- Indicações
Tratamento de infecções urinárias agudas e crônicas tais como: cistites, pielites, pielocistites e pielonefrites, produzidas por bactérias sensíveis à nitrofurantoína, (Escherichia coli, Enterococos, Staphylococcus aureus, Klebsiella sp., Proteus sp. ou outras).
Profilaxia das infecções urinárias, antes e durante as intervenções cirúrgicas, ou investigações instrumentais das vias urinárias.

- Contra-Indicações
Hipersensibilidade à nitrofurantoína. Insuficiência de glicose-6-fosfodesidrogenase.
Anúria, oligúria ou comprometimento significativo da função renal.
Na fase final da gestação e em crianças com menos de três meses de idade.

- Precauções e Advertências
ADVERTÊNCIAS
Caso ocorram reações pulmonares agudas, subagudas e crônicas, o tratamento deverá ser suspenso e tomadas as medidas apropriadas.
Qualquer sinal de hemólise indica a suspensão do tratamento, pois ela é reversível com a retirada do medicamento.

PRECAUÇÕES
A neuropatia periférica poderá raramente ocorrer, em pacientes portadores de diabetes, hipovitaminose B, nefro ou hepatopatia, anemia e doenças debilitantes.
É possível, como para qualquer antibacteriano, o desenvolvimento de microorganismos resistentes, especialmente Pseudomonas. É importante realizar o teste de sensibilidade à nitrofurantoína e os exames bacteriológicos para detectar possível resistência.
A coloração amarelada forte da urina, não tem relevância prática.
GRAVIDEZ E LACTAÇÃO
O emprego da nitrofurantoína na gravidez e lactação exige avaliação criteriosa dos riscos e benefícios.
IDOSOS
Devem ser observadas as mesmas recomendações relativas aos adultos e crianças.

- Interações Medicamentosas
A probenecida reduz a excreção tubular da nitrofurantoína. A alcalinização do suco gástrico pode interferir com a absorção do fármaco.
Reações Adversas e Alterações de Exames Laboratoriais
Anorexia, náuseas e vômitos poderão ocorrer, além de dor abdominal e diarréia . A incidência desses sintomas é reduzida com a ingestão do medicamento acompanhado de leite ou alimento sólido.
Cefaléia, tonteira, sonolência e mialgias, são controláveis da mesma forma ou com a administração de medicação auxiliar. Erupções cutâneas, febre, calafrios, icterícia, eosinofilia e reações pleuro-pulmonares poderão ocorrer nos pacientes hipersensíveis à droga. A supressão do medicamento assegura o imediato desaparecimento desses sintomas.

- Posologia e Modo de Usar
SUSPENSÃO ORAL/CÁPSULAS
ADULTOS: 50 a 100 mg, 4 vezes ao dia, durante 7 a 10 dias, às refeições. Nos casos necessários, a critério médico, a dose diária poderá ser de 8 a 10 mg/kg, ou por períodos mais prolongados.
SUSPENSÃO ORAL
CRIANÇAS: 5 a 7 mg por kg de peso/dia, divididos em 4 vezes ao dia, durante 7 a 10 dias, durante as refeições e junto com alimentos doces.
A tabela a seguir tem o objetivo de facilitar a administração de Hantina Suspensão. Está baseada numa posologia média de 5 a 7 mg de Hantina Suspensão por kg/peso, administrada durante 24 horas.
Peso em kg No de colher medida/4 vezes ao dia
7 a 11 ½ (correspondente a 2,5 ml)
12 a 21 1 (correspondente a 5 ml)
22 a 30 1 + ½ (correspondente a 7,5 ml)
31 a 40 2 (correspondente a 10 ml)

- OBSERVAÇÃO: A terapêutica deverá ser continuada, no mínimo, por mais 3 dias, após a urina tornar-se límpida e isenta de germes. Caso a infecção persista, será necessária a reavaliação do caso. Se for necessário o uso do medicamento por longo prazo, a redução da dose deverá ser considerada.
Forma Farmacêutica e Apresentações Suspensão oral 5 mg/ml - Frasco contendo 120 ml