Home

Remédios Suplementos e Vitaminas Vitamed  Vacinas  Para Alérgicos


Faça sua busca aqui !
Clinaire






ABCdoPRECO

PRODUTOS

Bula do Levoxin 250 Mg Caixa com 7 comprimidos revestidos


Dica de compra
LEVOXIN
Forma Farmacêutica e Apresentações Comprimidos Revestidos de 250 mg. Caixas com 3, 7 comprimidos
Comprimidos Revestidos de 500 mg. Caixas com 7 comprimidos
Uso Adulto
- Indicações
LEVOXIN é indicado para o tratamento de adultos ( maior ou igual a 18 anos de idade) com infecções discretas, moderadas ou graves causadas por cepas de microrganismos sensíveis, conforme especificado abaixo.
Infecções complicadas das vias urinárias (de discreta a moderada) causadas por Enterobacter cloacae, Enterobacter faecalis, Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae, Proteus mirabilis ou Pseudomonas aeruginosa.
Pielonefrite aguda (de discreta a moderada) causada por Escherichia coli.
Sinusite maxilar aguda, Exacerbação bacteriana aguda de bronquite crônica, Pneumonia adquirida comunitariamente, Infecções da pele e dos tecidos moles não complicadas.
- Contra-Indicações
LEVOXIN é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade à levofloxacina ou a agentes antimicrobianos do grupo das quinolonas, ou aos componentes de formulação do produto.
- Precauções e Advertências
Gerais:
Os pacientes devem ser mantidos adequadamente hidratados, para impedir a formação de urina muito concentrada. Na presença de insuficiência renal, LEVOXIN deve ser administrado com cuidado. A excessiva exposição à luz solar deve ser evitada.
LEVOXIN deve ser usado com cuidado em pacientes com distúrbios conhecidos ou suspeitos do SNC.
Gravidez:
O uso de Levoxin não é recomendado na gravidez, admitindo-se apenas quando o benefício potencial à mãe superar o risco potencial ao feto, segundo o critério médico.
Amamentação:
Devido ao potencial de causar reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre suspender a amamentação ou descontinuar a administração de levofloxacina, considerando a importância da droga para a mãe.
Pediatria:
A segurança e eficácia em crianças e adolescente com menos de 18 anos de idade não foram estabelecidas. As quinolonas, inclusive a levofloxacina, causam artropatia e osteocondrose em animais imaturos de várias espécies.
Alterações de valores laboratoriais:
Glicose, sangue (concentrações podem ser aumentadas ou diminuídas)
Linfócitos (contagens podem estar diminuídas)
- Interações Medicamentosas
Antiácidos, Sucralfato, Cátions metálicos, Multivitamínicos. Agentes antidiabéticos. Drogas antiinflamatórias não-esteróides. Cimetidina ou Probenecida. Diferentemente de outras fluoroquinolonas, a levofloxacina não altera a farmacocinética da ciclosporina, da digoxina, da teofilina ou da warfarina.
Reações Adversas e Alterações de Exames Laboratoriais
As reações adversas relatadas, de acordo com a incidência e gravidade, foram:
Incidência rara mas indicam a necessidade de atenção médica:
Estimulação do Sistema Nervoso Central (SNC); reações de hipersensibilidade; fototoxicidade; colite pseudomembranosa; tendinite ou ruptura de tendão.
Incidência menos freqüente, necessitando de atenção médica, somente se persistirem ou provocarem desconforto:
Efeitos sobre o SNC; efeitos gastrintestinais; modificação do paladar; candidíase vaginal.
Aqueles que indicam possível colite pseudomembranosa e a necessidade de atenção médica, se houver ocorrência após a suspensão da medicação:
Cãibras e dores abdominais ou estomacais, sérias; hipersensibilidade dolorosa abdominal; diarréia aquosa e grave, que pode também apresentar sangue; febre.
Outras:
Foram observadas anomalias oftalmológicas e anomalias laboratoriais sangüíneas.
- Posologia e Modo de Usar
INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A ADMINISTRAÇÃO ORAL
Dieta/Nutrição: A levofloxacina pode ser administrada com ou sem alimento.
COMPRIMIDOS DE LEVOFLOXACINA
Dose usual para adultos:
A dose usual de LEVOXIN comprimidos é de 500 mg por via oral, a cada 24 horas. Estas recomendações aplicam-se a pacientes com função renal normal
No tratamento de:
Pielonefrite: Oral, 250 mg a cada vinte e quatro horas, por dez dias.
Infecções das vias urinárias, bacterianas, complicadas: Oral, 250 mg a cada vinte e quatro horas, por dez dias.