Home

Remédios Suplementos e Vitaminas Vitamed  Vacinas  Para Alérgicos


Faça sua busca aqui !
Clinaire






ABCdoPRECO

PRODUTOS

Bula do Tenotec 20 Mg caixa com 10 comprimidos


Dica de compra

TENOTEC
Alterar tamanho da letra
- Composição
cada comprimido revestido contém: tenoxicam 20mg.

- Posologia e Administração
para todas as indicações, exceto na gota aguda, recomenda-se 20 mg (1 comprimido revestido) todos os dias, sempre à mesma hora. Os comprimidos revestidos devem ser tomados com um pouco de água. Embora o efeito terapêutico do Tenotec torne-se logo evidente, há um aumento progressivo da resposta nas duas primeiras semanas, até a concentração plasmática atingir o ôestado de equilíbrio dinâmico". Doses superiores a 20 mg devem ser evitadas, pois isto aumentaria a incidência e a intensidade das reações adversas sem um aumento significativo da eficácia. Para pacientes que necessitam de tratamento prolongado pode-se tentar reduzir a dose diária de manutenção para 10 mg (1/2 comprimido revestido). Nas crises de gota aguda, a dose recomendada é de 40 mg (2 comprimidos revestidos), uma vez ao dia durante dois dias, seguidos de 20 mg (1 comprimidos revestido), diários por mais cinco dias. Instruções posológicas especiais: em princípio, a posologia anteriormente recomendada aplica-se também aos idosos e a pacientes com doença renal ou hepática (vide Contra-indicações). Devido à falta de experimentação clínica, ainda não foi estabelecida a segurança e posologia para pacientes com menos de 18 anos. - Superdosagem: embora não exista experiência de superdosagem aguda com Tenotec, pode-se esperar que os sinais e sintomas mencionados em ôReações adversas" ocorram de modo mais pronunciado. Em caso de superdosagem ou que se suspeite de tal, deve-se interromper o tratamento. Nenhum antídoto específico é conhecido até o presente. A superdosagem deve ser controlada através de medidas que visem reduzir a absorção e acelerar a eliminação da substância. Distúrbios gastrintestinais podem ser tratados com antiácidos e com medicamentos antagonistas dos receptores Hdn4 2. Se necessário, a eliminação do Tenotec pode ser significativamente acelerada através da administração de três doses de 4 g de colestiramina.

- Precauções
pacientes já em tratamento com salicilatos ou outros antiinflamatórios não esteróides devem ser excluídos devido ao risco de reações adversas em nível gastrintestinal, assim como os tratamentos simultâneos com anticoagulantes e/ou antidiabéticos orais devem ser evitados, a não ser nos casos em que os pacientes possam ser bem controlados. A inibição da prostaglandina-sintetase pode ocasionar distúrbios na função renal; por isso, quando do uso do Tenotec, assim como ocorre com os demais antiinflamatórios, é importante controlar adequadamente a função renal (nitrogênio uréico, creatinina, aparecimento de edemas, aumento de peso, etc.) de pacientes idosos e/ou com potencial de risco para desenvolver insuficiência renal, tais como: doença renal preexistente, cirrose hepática, insuficiência cardíaca congestiva, hipovolemia, uso concomitante de diuréticos ou de medicamentos com conhecido potencial nefrotóxico. Gravidez: a segurança do Tenotec durante a gravidez e lactação ainda não foi estabelecida. Interações medicamentosas: nas doses recomendadas não se observou interação concomitante do tenoxicam com antiácidos, probenecida, cimetidina, glibornurida e varfarina. A femprocumona não alterou a cinética do tenoxicam, mas ocasionou uma redução do tempo de protrombina (Quick) (vide Contra-indicações). Como ocorre com outros antiinflamatórios não esteróides, o salicilato desloca tenoxicam dos pontos de ligação às proteínas, aumentando assim a eliminação e o volume de distribuição do tenoxicam (vide Contra-indicações). Não se observou interação clinicamente relevante num pequeno número de pacientes que receberam tratamento concomitante com sais de ouro ou penicilamina, assim como não houve alterações na pressão sangüínea ou na freqüência cardíaca em pacientes que usaram simultaneamente diferentes anti-hipertensivos. Durante os ensaios clínicos não foram relatados casos de interação em pacientes tratados concomitantemente com produtos digitálicos. Assim como ocorre com os antiinflamatórios não esteróides, em geral tenoxicam não deve ser administrado com diuréticos poupadores de potássio. Até que novos dados estejam disponíveis, não pode excluir a possibilidade de que a estimulação da excreção urinária por outros diuréticos seja diminuída pelo tenoxicam.

- Reações adversas
em tratamentos de algumas semanas a três meses: trato gastrintestinal (gastralgia, pirose, náuseas, etc.); sistema nervoso central (vertigem, cefaléia); pele (prurido, exantema, eritema, urticária). Como ocorre com outros antiinflamatórios não esteróides, em raros casos podem ocorrer reações cutâneas graves, tais como, síndrome de Stevens-Johnson ou síndrome de Lyell; trato urinário (aumento de nitrogênio uréico sangüíneo ou de creatinina plasmática) e rins; vias hepáticas e biliares (aumento de SGOT, SGPT, GAMA-GT e bilirrubina). - Reações adversas raras: redução de hemoglobina, granulocitopenia, trombocitopenia, edema ligeiro e fotodermatose. Estudos prolongados (12-48 meses): não revelaram qualquer aumento na freqüência das reações adversas.

- Contra-Indicações
não deve ser administrado a pacientes com reconhecida hipersensibilidade à droga; pacientes nos quais os salicilatos ou outros antiinflamatórios não esteróides tenham induzido sintomas de asma, rinite ou urticária; pacientes que sofrem ou que sofreram de doenças graves do trato gastrintestinal superior, incluindo gastrite, úlcera duodenal e gástrica. Antes da anestesia ou cirurgia, Tenotec assim como os demais antiinflamatórios não esteróides, não deve ser administrado a pacientes idosos, pacientes com potencial para desenvolver insuficiência renal ou com risco aumentado de sangramento, devido à maior possibilidade de ocorrência de insuficiência renal aguda ou possível perturbação na hemostasia.

- Indicações
tratamento sintomático das seguintes doenças inflamatórias e degenerativas dolorosas do sistema musculoesquelético: artrite reumatóide; osteoartrite; osteoartrose; espondilite ancilosante; afecções extra-articulares, como, por exemplo, tendinite, bursite, periartrite dos ombros (síndrome ombro-mão) ou dos quadris; gota aguda.

- Apresentação
comprimidos revestidos em blister de 10.